PROJETOS

Influência da prática de atividade física (yoga) no Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade

Aluno: Fernando Freire Lula de Souza e Isabela Ferreira Billi
Profa. orientador: Regina Marques Marcok.
Profa. Co-orientador: Sandra M. R. Tonidandel.
Ano: 2011.

Premiações

Trabalho c ontemplado com bolsa de Iniciação Científica Júnior, concedidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico CNPq à aluna Isabela Ferreira Billi

Descrição

O TDA/H é um transtorno que ocorre na região do lobo frontal do cérebro, parte fundamental na modulação do comportamento humano. Os portadores têm duas características principais: a hiperatividade e a desatenção, sendo esta segunda o motivo de um relevante prejuízo acadêmico por parte dos portadores do déficit. Verifica-se que possuem sua atenção prejudicada em três diferentes aspectos: nas atenções sustentadas, alternada e inibitória, no que se refere ao tempo de execução de atividades quando comparado aos não portadores. O yoga é uma difundida prática milenar que, através de atividade física, propicia aos praticantes autopercepção e controle de seu corpo, por meio de respirações controladas. Unir o yoga à vida escolar dos portadores pode ser um caminho auxiliar no desenvolvimento pedagógico dos educandos. O objetivo deste trabalho é verificar se os diferentes subtipos de atenção (alternada, sustentada e inibitória) dos portadores podem ser potencializados, caso haja a aplicação de sessões regulares de exercícios físicos, como o yoga, por um determinado período de tempo. O nosso trabalho foi dividido em dois momentos: no primeiro, o público-alvo foi de 35 alunos de uma escola particular da cidade de São Paulo (3 portadores de TDA/H) do Ensino Fundamental I. Realizamos um reconhecimento do público escolar portador e não portador diante de situações do cotidiano escolar. Realizamos observações e registros de alguns comportamentos dos alunos durante as aulas selecionadas. Aplicamos um questionário para identificar as preferências de cada aluno / matéria e sentimentos ao estudar cada uma delas. No segundo momento, trabalharemos com uma amostra de 200 alunos da mesma escola, dos quais 28 são portadores de TDA/H, todos do Ensino Fundamental II. Elaboramos um teste com questões que verificam os diferentes subtipos de atenção que são comprometidos nos portadores de TDA/H: alternada, sustentada e inibitória. Selecionamos uma série de exercícios de yoga que solicitam os diferentes tipos de atenção de interesse neste trabalho. Como resultado do primeiro momento, verificamos que a matéria que os alunos indicam mais gostar é Educação Física (100%). Isso apontou para uma relação entre a disciplina e a preferência dos alunos por determinadas matérias, o que pode explicar o maior nível de atenção dispensada na mesma. Como parte do segundo momento, já selecionamos 8 exercícios de yoga que permitem verificar cada um dos subtipos de atenção. A aplicação do teste e as atividades de yoga serão realizadas entre o final do mês de outubro e novembro de 2011, em 10 sessões no início das aulas de Ciências da amostra selecionada.