PROJETOS

Lacre Latas - Selante de plástico por constrição que evita a contaminação

Aluno: Gabriel Soares de Camargo Munaro.
Profa. orientadora: Rita Maria Saraiva de Barros..
Profa. Co-orientadora: Sandra M. R. Tonidandel.
Ano: 2011.

Premiações

 

Descrição

Os novos modos de apresentação e comercialização das latinhas de refrigerantes e cervejas têm levado ao consumo das bebidas na própria embalagem e pessoas são infectadas por patógenos provenientes da contaminação da superfície dessas latas. Mesmo nas cobertas com alumínio ou plástico grosso, não totalmente aderidos à lata, a contaminação existe e é até maior do que nas sem proteção.

Pensando na possibilidade de proteger o consumidor final contra essa contaminação, e sem usar o selo de alumínio ou o de plástico solto da latinha, fiz um protótipo usando plástico termoencolhível. Esse plástico, ao ser aquecido, toma a forma da lata e fica totalmente aderido ao alumínio, evitando assim a sua contaminação por elementos patógenos.

A fim de conseguir selar a lata da forma mais industrial possível, estou aplicando temperaturas na faixa dos 100 aos 300ºC e pressão. Desse modo, a lata fica esterilizada e selada ao mesmo tempo.

Logo após a constrição do plástico, este tem suas abas aparadas por aquecimento de um fio de metal por Efeito Joule, assim, obtemos um lacre esterilizado e esteticamente aparado.

Nossa intenção é usar um plástico termoencolhível e oxibiodegradável. Terminando o protótipo, serão feitos testes microbiológicos, que validarão, ou não, o uso do lacre, e as latas lacradas serão colocadas à venda na lanchonete do colégio, para que seja feito um teste de aceitação do produto pelo público-alvo.